Novo balanço aponta que sobe o número de fugitivos do Complexo de Pedrinhas

Nova recontagem aponta que 36 detentos fugiram do CDP e não 32, como informado pela Secretaria de Administração Penitenciária, anteriormente.

Polícia recapturou mais três foragidos do Complexo de Pedrinhas (Foto: Divulgação/PM)

Sobe para 15 número de fugitivos recapturados da Unidade Prisional de Ressocialização de São Luís 6 (UPSL 6), antigo CDP do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Mais três detentos, que fugiram após ataque ao presídio, foram recapturados durante a madrugada desta quarta-feira (24).

O número de foragidos foi atualizado pelo governo nesta quarta-feira (24), após nova recontagem dos presos. Com isso, o número de internos que fugiram do CDP no dia 21 de maio é de 36 detentos, e não 32, como informado anteriormente pela Secretaria de Administração Penitenciária (Seap).

A informação foi confirmada pelo delegado Thiago Bardal após a prisão destes três foragidos. Os presos foram identificados como Ivan Pereira de Jesus (Tocantins), Roni Peterson Silva (Minas Gerais) e Jhemisson Ferreira Santos (Pará) e fazem parte do grupo que motivou o ataque ao presídio, quando foram usados explosivos para abrir um buraco no muro do CDP.

Com isso, sobe para 15 o número de fugitivos recapturados. Outros cinco detentos morreram em confronto com as forças de segurança do Maranhão, enquanto 16 seguem foragidos, segundo pontuou Thiago Bardal.

Balanço dos foragidos

No fim da tarde na Vila Conceição dois detentos foram mortos em troca de tiros com a Polícia Civil, nesta terça-feira (23), na Vila Conceição, em São Luís. Um traficante acabou preso como um dos autores do ataque ao presídio.

Em Rosário, a 72 quilômetros da capital maranhense, a Polícia Militar prendeu Paulo de Caldas, natural do Ceará. Ele também estava foragido e é assaltante de banco.

No começo da tarde, outros dois fugitivos voltaram ao sistema prisional: Alisson Pereira Lima, 22 anos, e Kassio Girdeu Carvalho Ribeiro, 33 anos, recapturados em uma área de mangue no Quebra Pote, zona rural de São Luís.

Do G1 Maranhão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *