Cantanhede: Prefeitura procura empresa têxtil para investir na cidade

A prefeitura de Cantanhede, por meio da secretaria de Governo, abriu uma série de contatos, para a possibilidade de implantação de indústria internacional têxtil no município.A primeira tentativa é com empresas têxteis do município português de Barcelos. A solicitação para investimentos de empresas de Barcelos em Cantanhede passa inicialmente pelo fato do grande laço histórico entre os dois municípios, pois foi na freguesia de Perellhal, no município de Barcelos, que nasceu o colonizador, Antonio Lopes da Cunha, que chegou à Cantanhede em 1791, tornando-se o quinto grande colonizador do município ao implantar a fazenda Cantanhede, dando sequência a saga da família Cantanhede, pois passou a ocupar as terras que pertenceram a Faustino Cantanhede, José Cantanhede e Manoel de Jesus Cantanhede, onde hoje, está edificado a cidade de Cantanhede.

Uma correspondência eletrônica foi enviada à Câmara de Barcelos, solicitando ampliação dos laços históricos, com a assinatura de um protocolo de geminação cultural.

No ano passado, o prefeito Ruivo, acompanhado do secretário de Governo, Carlito Amaral e do vereador Jorismar Santos, fez uma visita de cordialidade à Barcelos (sede do município) e Perelhal (local do nascimento de Antonio Lopes da Cunha), e visitou alguns setores de produção têxtil. Na tentativa de atrair investidores, outra correspondência eletrônica foi enviada para cinco empresas do setor têxtil, Estrela do Campo, Lenice, Carmavil, Valerius e Abilhetex, abrindo assim, um diálogo inicial com a classe empresarial portuguesa.

A secretaria de Governo fez uma longa exposição de motivos sobre a posição geográfica e favorável no campo econômico no Maranhão para o setor. “Nós maranhenses recorremos ao Ceará, Pernambucano ou Paraíba, quando o assunto é roupa para comercialização” – disse o secretário Carlito Amaral.

Cantanhede fica a 154 km da capital do estado, com ligação pela MA 332 e BR 135 em estado de ampliação e ponta do Porto do Itaqui, um dos maiores portos do Brasil, com via para os Estados Unidos, Europa, África e Ásia; fica a 40 km da estarada de ferro Carajás; é cortado pela ferrovia São Luís (159 km) – Teresina (300 km) e é banhada pelo Rio Itapecuru.

O secretário disse ainda, que a determinação do prefeito Ruivo é de sempre procurar meios e parceiros, para melhorar a qualidade de vida dos seus munícipes e promover o desenvolvimento com emprego e renda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *