Domingo de natal: A solidariedade das irmãs Católicas

Cantanhede: Neste domingo de natal (25), dia da celebração do nascimento de nosso senhor jesus cristo, o grupo renovação e missão, saiu pelas ruas das periferias de Cantanhede para entregar um delicioso sopão, como ato de amor e solidariedade, um exemplo a ser seguidos por todos.

A ação foi coordenada pelas irmãs Católicas Dona Neca, Rita, Conceição e demais participantes, e foi muito bem recebida pelas crianças e a adultos. A equipe Me Informo, parabeniza essas grandes mulheres pela iniciativa e gesto de amor a quem tanto precisa. Ainda segundo elas, participar desse gesto de solidariedade “é uma alegria que não dá para dimensionar, só vivendo para entender”.

Equipe do IPEDE realiza ação social em Belágua do Maranhão

Fonte: Blog Do Sandro Vagner 

Equipe Ipede

Belágua do Maranhão foi considerada a cidade mais pobre do Brasil, segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Cada família, tem uma renda mensal de R$ 146,00(cento e quarenta e seis reais) – mas a maioria das famílias não chega a essa estatística, e vive em condições precárias, a começar pela moradia.

Diante essa situação, o enfermeiro Dácio Alves, diretor-presidente do IPEDE (Instituto Pedreirense de Educação e Extensão), sempre prestou relevantes serviços sociais em prol da comunidade carente de Belágua do Maranhão, numa dessas, lhe concedeu o reconhecimento da ONU, sendo o primeiro maranhense a receber tamanha honraria.

Neste fim de ano, a história se repete. Como em outras edições, Dácio e sua equipe tiveram a preocupação de levar mais um pouco de carinho, sorriso e um aconchego, capaz de mudar o sofrimento de algumas pessoas, pelo menos neste momento, neste ar de confraternização, e realizou entrega de cestas básicas, atendimento básico de saúde, como por exemplo, aferição de pressão arterial e outros atendimentos, que contou com a participação de técnicos de enfermagem do IPEDE.

Criança agradecendo Dacio pelas cestas básicas e brinquedos

Segundo o enfermeiro, nada é mais gratificante que testemunhar um sorriso puro, sem nenhuma maldade, e, ainda, receber um abraço como forma de agradecimento, principalmente quando uma criança lhe abraçou, e sussurrou em seu ouvido, dizendo: “obrigado, amanhã eu não tinha o que comer“.

Belágua do Maranhão pode, sim, reverter esse título de cidade mais pobre do Brasil, desde que aparecem mais “Dácios“, para ajudar realmente quem precisa.