Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Maranhão emite nota pelo fechamento do HG de Matões do Norte

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Maranhão-SEEMA vem repudiar o Ato Realizado hoje no Hospital Geral de Matões, as informações que recebemos, é que pessoas que identificaram-se como funcionários da EMSERH adentraram o Hospital, trancaram as salas, suspenderam o atendimento de todos os pacientes, mandaram todos os funcionários para casa e anunciaram que todos os funcionários estariam demitidos.
O Clima que tomou conta da cidade foi de guerra, omissão de atendimento, de total terror e incerteza.
O Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Maranhão repudia veementemente tal Ato, que classifica como cruel, desonesto, desrrespeitoso, autoritário, unilateral, ilegal, arbitrário e abusivo.
Essa forma de lidar com as relações humanas, com os pacientes ferem o princípio da dignidade humana, da razoabilidade, da transparência, da publicidade, chega a ser vergonhoso que uma Gestão Pública seja conivente com tal prática totalmente autoritária, infundada e descabida.
O Sindicato dos Enfermeiros providenciou Notificação hoje ainda, para a Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho, para a EMSERH e para os demais Órgãos responsáveis.
A Diretoria do SEEMA solidariza-se com o sofrimento e desespero dos pacientes que tiveram seus atendimentos suspensos e dos Trabalhadores do Hospital Geral de Matões, que estão desesperados, pois além de ter que serem obrigados a deixar seus plantões e abandonar os pacientes em atendimento ainda tiveram sua condição trabalhista totalmente afronatada no que diz a seu emprego, à sua dignidade, à sua condição humana, justiça e cidadania.
A Diretoria do SEEMA
São Luís, 01 de fevereiro de 2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.