Polícia realiza operação de combate a furto de energia mediante fraude em fazenda de soja e madeireiras no Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão realizou nesta sexta-feira (19) a ‘Operação Pandemia’ de combate ao furto de energia mediante fraude de grandes consumidores em período de quarentena. Várias pessoas foram autuadas, mas a polícia não informou o nome deles.

Empresa de plantio de soja foi autuada por furto de energia na ‘Operação Pandemia’ realizada pela Polícia Civil

A operação da Superintendência de Investigações Criminais ocorreu em Sucupira do Norte, Mirador, Colinas, Santa Inês, Zé Doca, Nova Conquista, Pinheiro e São Vicente de Ferrer.

Madeireira autuada por exploração de madeira ilegal e furto de energia no Maranhão

Em Sucupira do Norte, houve a autuação por furto de energia mediante fraude em uma área de 4.000 hectares para irrigação de soja do Maranhão.

Em Mirador, a polícia identificou um funcionário da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR) que fazia ligação clandestina para roubar energia elétrica. Já em Zé Doca e Nova Conquista, quatro madeireiras clandestinas foram autuadas com apreensão de transformadores e equipamentos para exploração de madeira ilegal.

Por fim, a polícia realizou uma autuação em São Vicente Férrer por furto de energia mediante fraude de prédios da própria Prefeitura Municipal, como no Prédio Administrativo, Secretaria de Saúde, Secretaria de Educação e Secretaria de Administração.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.