DESESPERO: Aliado de Júnior Lourenço, secretário Pedro Carvalho ameaça morador em grupo de whatsapp de Miranda do Norte

Pedro Carvalho

O grupo político liderado pelo deputado federal Júnior Lourenço (PL), em Miranda do Norte, investigado pela prática de vários crimes e de irregularidades na atual gestão do prefeito Negão, agora tenta intimidar com ameaças e insultos, moradores da cidade, em grupos de whatsapp, tudo pela certeza da derrota nas urnas nas eleições 2020.

Prova disso é o caso de homofobia praticado pelo secretário municipal de Meio Ambiente, Pedro Carvalho. No grupo de wthasapp ‘Vamos Juntos’, ele dispara um recado e diz estar de _“saco cheio. Não gosto de viado….já chega. Tô te dando esse último aviso”_, referindo-se a um morador em tom de ameaça e preconceito sexual.

Ainda por mensagem de texto, com palavras de baixão calão, Pedro dispara: _“Se você continuar com essa implicância comigo, satanás e Judas talvez não se compare ao que posso ser quando eu te vê seu qualira… Já chega de ficar na minha…..Portanto te aconselho a parar por aqui”_,o que deixou todos os membros apreensivos e temerosos pela atitude desequilibrada do secretário.

O fato gerou revolta pela grande repercussão em toda a cidade. A atitude criminosa do secretário deve ser denunciada e apurada pelas autoridades policiais pela conduta imoral de um gestor público que é pago pelos trabalhadores.

Pedro poderá responder por Racismo pela prática criminosa de homofobia em violação contra os Direitos Humanos por incentivar e promover a intolerância, discriminação, ofensa ou qualquer manifestação de repúdio à homossexualidade e à homoafetividade.

Júnior Lourenço, Sr. Carvalho, Beto Carvalho e Júnior Negão

Para quem não sabe, a secretaria do Meio Ambiente de Miranda é parte da cota do acordo que envolve Lourenço e o prefeito Negão para beneficiar a família Carvalho, antiga aliada do grupo. A pasta, hoje chefiada por Pedro, já pertenceu ao seu irmão, Beto Carvalho, que é pré-candidato a vereador na cidade.

O escândalo com a máfia criminosa em Miranda do Norte é tão grave que, tanto o ex-prefeito e atual deputado federal Júnior Lourenço e o atual prefeito Negão são alvos de várias ações dos ministérios públicos Estadual (MPE) e Federal (MPF) por atos de improbidade administrativa diante das várias ilicitudes das últimas administrações municipais.
Entre elas, o blog apurou o desvio de verbas do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), irregularidades em um processo licitatório para construção de um aeroporto no município. Caso sejam condenados, todos perderão seus direitos políticos e ainda devem pagar multas pelo dano e estarão proibidos de contratar com o Poder Público, receber benefícios, incentivos fiscais ou creditícios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *