EM ENTREVISTA, CARLITO AMARAL FALA SOBRE O PEDIDO DE IMPUGNAÇÃO DA CANDIDATURA E A INELEGIBILIDADE DE KABÃO

Me Informo: Boa noite, Carlito Amaral. Obrigado por aceitar nosso convite.

Carlito Amaral: Boa noite! Eu é que agradeço o espaço.

Me Informo: Que quinta-feira foi essa, Carlito Amaral.

Carlito Amaral: Ontem, tivemos um dia atípico em Cantanhede, pela tarde, uma grande tempestade e pela manha, a cidade recebeu uma verdadeira bomba Tsar, a maior bomba do mundo, que tem mais de 50 megatons.

Me Informo: Mas antes de chegarmos ao fato da bomba Tsar, vamos falar de um outro episódio que mexeu com Cantanhede. A convenção da Coligação “A Vontade do Povo”. Que festa foi aquela?

Carlito Amaral: Bom! O que aconteceu no domingo, foi uma demonstração de que a maioria da população entendeu que o prefeito atual tem sido um gigante, um verdadeiro guerreiro, pois pegou uma prefeitura quebrada, com milhões de dividas e não pode entregar a chave de volta ao maior corrupto da história do Maranhão.

Me Informo: E aquele momento da chegada do Ruivo e Dr. Elvy ao local da convenção?

Carlito Amaral: Eu, nos meus anos que participo do processo eleitoral em Cantanhede, nunca tinha visto um carinho tão grande, como fora a recepção à dupla, Ruivo e Dr. Elvy. Foi algo que emocionou a todos e até agora, uma semana depois, ainda é lembrado. Foi uma festa bonita, com direito a demonstração de fé, de civismo e principalmente de carinho. Recebi mensagem de várias partes do Brasil, perguntando o que estava acontecendo. Após a reunião na Pereira Rego, o pessoal sair em passeata e tomar conta das ruas da cidade foi algo realmente para abalar. Cantanhede teve a maior convenção politica de sua história.

Me Informo: E a coligação “A Vontade do Povo”, como participará das eleições de 2020?

Carlito Amaral: A coligação tem a composição de cinco partidos (PP, PATRIOTA, DEM, PT e SOLIDARIEDADE). O prefeito, Ruivo é o nosso pré-candidato a prefeito, o vice-prefeito, Dr. Elvy é o nosso pré-candidato a vice-prefeito, e temos mais de trinta pré-candidatos e pré-candidatas ao cargo de vereador pelos partidos PP e DEM.

Me Informo: Nós anunciamos que a coligação “A Vontade do Povo” entrará com o pedido de impugnação de uma das chapas da oposição, por quê?

Carlito Amaral: Eu costumo dizer que o processo eleitoral é motivado por duas variantes, competição e esperança. Sempre irá haver disputa e alguém que acredita na mensagem de emissor A ou emissor B. Aqui, em Cantanhede houve uma antecipação do processo eleitoral, por conta de um dos candidatos da oposição ser uma figura “ficha suja” e por ser também promotor de vários atos de improbidade administrativa comprovados e de total desobediência à legislação administrativa e às regras da sociedade. Basta aguçar a memória para lembrar que ele já tocou fogo em ponte, usou de força policial para prender pessoas, ameaçou derrubar casa de pessoas humildes e etc.

Em abril, ele teve que fazer uma grande manobra para nãoficar inelegível por determinação da Câmara de Vereadores, ou seja, conquistou o presidente do poder legislativo, que chorava nos quatro cantos da cidade dizendo ser o maior amigo do atual prefeito. O processo da prestação de contas de 2010 (conta de gestão) parou e até o momento, pelo que sei não foi concluído.

Em junho, o cidadão “ficha suja” voltou a atacar mais uma vez, usando da força do seu poder econômico e fez outra manobra e consegui uma aprovação no TCE da conta de governo de 2010 que estava reprovada, um caso vergonhoso e lamentável na politica do Maranhão, onde ainda temos alguns coronéis que fazem das instituições uma banca de negócio.

Recentemente, no desespero e na sua motivação de vencer para perseguir e se vingar das pessoas, ele teve a petulância de fazer uma ligação telefônica e oferecer um salário de R$ 1.200,00 para uma funcionaria da prefeitura, em uma total demonstração de abuso de poder econômico, desvalorização do ser humano, da figura de mulher e da figura de mãe. Se pensarmos que em pleno ano de 2020, isso ainda acontece, chegou a hora de quem tem caráter e respeito pelas pessoas não ficar calado.

Em respeito aos cantanhedenses, principalmente às mulheres, a coligação “A Vontade do Povo” entrará com um AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) contra o registro de sua candidatura desse cidadão por tentativa clara e evidente da compra de voto.

Me Informo: E aí, voltamos falar da bomba Tsar. Como você recebeu essa noticia: o ex-prefeito, Zé Martinho, o Kabão na lista do TCU?

Carlito Amaral: Surpreso como todo mundo ficou e confiante na justiça desse país, pois acredito nos homens e nas mulheres que coordenam todo processo eleitoral do Brasil. Vi uma fala do presidente do TSE, Luiz Henrique Barroso, onde ele deixa bem claro ao falar da Lei da Ficha Limpa: “…agentes públicos que não podem se candidatar, que não são elegíveis …tanto o Tribunal Superior Eleitoral e os Tribunais Regionais Eleitorais irão cuidar da sua aplicação“.

Me Informo: Mas essa questão do nome do ex-prefeito está na lista do TCU, ninguém sabia?

Carlito Amaral: O ex-prefeito é conhecido por ser o maior fofoqueiro do mundo, quando o assunto é ao seu favor, mas se transforma em um túmulo, quando o assunto é desfavorável.

O plano seria o seguinte: ninguém ficaria sabendo, pois não é fácil verificar o nome de um gestor na lista do TCU, em uma relação com mais 7 mil nomes. Ele entraria na calada com o pedido de registro de candidatura, passaria os cinco dias de prazo para contestação e aí ele poderia passar despercebido. Mas sempre há em um crime uma pista. A foto do ex-prefeito, no dia da convenção, cabisbaixo e com sensação de derrota chamava atenção. Algo estava errado. O fato para tanto desanimo, além do fracasso da convenção do último sábado, foi exatamente a confirmação do seu nome na lista do TCU. E aí, entra outra situação; algumas pessoas do próprio grupo politico do ex-prefeito começaram a fazer circular nas redes sociais uma pista do processo TC 021.823/2014-6 do TCU. Mais tarde, nos deparamos com o acórdão do TCU e daí para frente, foi mergulhar na pesquisa da lista dos inelegíveis para saber se o constava o nome do senhor José Martinho dos Santos Barros. Foi confirmado e aí passamos a situação ao jurídico da coligação para as medidas cabíveis e necessárias.

Me Informo: Então! Teremos outra ação contra o registro de candidatura do ex-prefeito?

Carlito Amaral: Meu nobre comunicador tudo tem regra, tudo tem ordenamento. Vamos pegar como exemplo, o futebol. Jogador expulso não pode participar do jogo; ele terá que cumprir a sua penalidade. No processo eleitoral, existe a Lei da Ficha Limpa. Agente público que teve conta rejeita está sujeito aos ditames da lei. Vejamos aqui, ao lado. O ex-deputado federal e ex-prefeito de Pirapemas, Eliseu Moura não pode participar do processo eleitoral, pois ele tem 16 condenações pelo TCU. O ex-prefeito de Cantanhede, Zé Martinho deve também sofrer várias condenações, pois foram inúmeros convênios federais que ele não prestou contas durante os 8 anos de mandato, um deles, ele não fez a obra, não prestou conta e usou o dinheiro público para pagar conta de campanha de um aliado e isso a sociedade tem que saber. A coligação “A Vontade do Povo”, horrorizada com esses escândalos e acreditando nas regras do processo eleitoral, ingressará com ação de pedido de impugnação do registro de candidatura do ex-prefeito com base na Lei da Ficha Limpa.

Me Informo: Representante da coligação “A Vontade do Povo” muito obrigado pelos esclarecimentos.

Carlito Amaral: A coligação “A Vontade do Povo” agradece o espaço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *