JUSTIÇA MANDA MINISTÉRIO DA SAÚDE INFORMAR SE SEMENTE DE FEIJÃO É EFICAZ CONTRA A COVID-19

Pastor Valdemiro Santiago e Igreja Mundial cometeram prática abusiva da liberdade religiosa, diz MPF.

A Justiça determinou que o Ministério da Saúde informe em 15 dias em seu site se a semente de feijão é eficaz contra a Covid-19, conforme defendeu o pastor Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus.

Estamos em meio a uma pandemia e é neste momento que se justifica aprestação de informações esclarecedoras pela União, por meio do Ministério da Saúde. O caso dos feijões tornou-se tão expressivo que não há mais como deixar deabordá-lo“, escreveu nesta terça-feira o juiz Tiago Bitencourt De David, da Justiça Federal de São Paulo.

O Ministério Público Federal alegou que o pastor Valdemiro e sua igreja cometeram “prática abusiva da liberdade religiosa“.

Segundo os procuradores, o pastor incentivava os fiéis a plantar sementes que ele vendia, por R$ 100 a R$ 1.000, alegando que teriam eficácia para curar a Covid, inclusive em casos graves.

Com Informações: Revista Época

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.