BOMBA! Auxilio Cidadão de São José de Ribamar na mira do Ministério Público por suspeita de fraude

Lançado nesta sexta-feira (18), o Auxílio Cidadão, beneficio municipal que distribuirá R$ 120 reais por mês a famílias carentes inscritas no Cadastro Único, que não recebam Bolsa Família e tenham renda familiar de R$ 0 a R$ 178, pode marcar a maior fraude em beneficio da história de São José de Ribamar.

Sem nenhuma publicidade para a população em geral saber, de como proceder para tentar conseguir o benefício, áudios, prints de conversas e gravações de vídeos que já foram entregues ao Ministério Público, deve colaborar com as investigações que pode encrencar o prefeito Dr. Julinho.

Em um dos vídeos, o próprio prefeito ribamarense determina que a população procure cabos eleitorais para realizar cadastro e conseguir o auxílio, que por lei, deveria beneficiar apenas quem tem renda familiar de até R$ 178 reais e que não receba o Bolsa família.

Nas redes sociais, ao ser perguntada por um internauta de “Como saber se eu fui contemplado?” a vereadora Luciana Launde, respondeu dizendo que será “responsabilidade da prefeitura”, saber quem foi contemplado. Uma verdadeira insanidade.

Nos bairros ribamarenses, muitas pessoas entregaram seus nomes a cabos eleitorais do prefeito com a promessa de que receberão o cartão, tudo relatado ao Ministério Público, que deverá pedir a lista completa de todos os beneficiários para saber se a prefeitura está cumprindo o que foi determinado na Lei aprovada na Câmara, ou se as acusações de desvio para beneficiar eleitores, procede.
Já no lançamento, o improviso e desorganização da gestão gerou polêmica ao divulgarem uma senhora, com condições financeiras avantajada, recebendo o cartão que por lei, deverá ser entregue apenas a quem está em condições de extrema pobreza.

O fato foi o bastante para gerar ainda mais desconfiança sobre as suspeitas de fraude no Programa.

Luís Cardoso

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.