PRA ONDE FOI O DINHEIRO? Segundo o TCE Arquimedes Bacelar só justificou o uso de 4% do valor destinado ao combate da COVID-19 no ano de 2020 em Afonso Cunha


Segundo a lista divulgada pelo Tribunal de Contas do Estado o TCE, muitos municípios não conseguiram justificar os gastos do dinheiro enviado para o combate ao COVID-19.

De acordo com o órgão, o diagnóstico aponta para a existência de algumas assimetrias em relação à aplicação dos recursos de combate à pandemia, o que vai demandar uma atuação da corte de contas junto aos gestores públicos visando sua imediata correção.

O principal problema é relativo ao percentual de aplicação dos recursos, que se encontra longe dos índices considerados satisfatórios na maioria dos municípios maranhenses.

No município de Afonso Cunha por exemplo, o prefeito Arquimedes só conseguiu justificar 4,11% dos gastos do dinheiro que foi enviado ao município para o combate ao Coronavírus.

Se somente 4,11% dos gastos foram justificados segundo o TCE, então pra onde foram os outros 95,89% do dinheiro. Dos mais 1,5 milhão enviado ao município, apenas pouco mais de 61 mil foi justificado.


No total foi enviado a Afonso Cunha R$ 1.501.943,93.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.