Deputado Yglésio Moyses quer Paula da Pindoba na cadeia

Paço do Lumiar vive um momento delicado em sua estrutura de saúde, principalmente quando se fala em atendimento de urgência e emergência. Durante esta sexta-feira (09), o deputado Yglésio Moyses (PROS), por meio de suas redes sociais, expôs duas das situações vivida pela população daquele município.

Pela manhã, uma mulher que sofreu um acidente, fraturou um dos braços e precisou esperar por horas para ser atendida. À tarde, um motociclista também se acidentou e até o momento do post, não havia sido atendido.

Essas são situações que se repetem no dia a dia do luminense por um motivo: o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que poderia prestar socorro nesses e em tantos outros casos, está desativado desde o primeiro semestre de 2019.


Em meio a esses dois exemplos dos problemas na saúde luminense, ocasionados por problemas na atual gestão, o deputado disse que a prefeita precisa ser presa.

Paciente em Paço do Lumiar, neste exato momento, há mais de uma hora com uma fratura sentindo dor, mas a administração CRIMINOSA da prefeita @paulaazevedooficial continua sem SAMU, sem serviço de socorrista privado pra atender com dignidade a população. Paula da Pindoba precisa ser presa!!!

Mesmo após o descredenciamento do município, a Prefeitura não passou a oferecer outro serviço de atendimento móvel aos luminenses, a exemplo da contratação de uma empresa terceirizada, como cobrou o parlamentar em uma de suas publicações sobre o assunto.

Há semanas, Yglésio vem cobrando da Prefeita Paula Azevedo (PC do B) ações efetivas para melhorar o atendimento em saúde no município, dando foco ao SAMU municipal, desativado há pelo menos dois anos.

O município, hoje, possui uma população que supera os 120 mil habitantes e quando existe a necessidade de um atendimento de urgência e emergência, como os dois casos de hoje, as pessoas precisam recorrer ao serviço de saúde dos municípios da Ilha.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.