MPE investiga denúncia de propaganda eleitoral antecipada no lançamento da pré-candidatura de Weverton Rocha


O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio do seu procurador regional eleitoral, Juraci Guimarães Júnior, determinou processo investigativo para “apuração de suposta propaganda eleitoral antecipada” no lançamento da pré-candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao Governo do Estado.

As possíveis irregularidades foram publicadas nas contas do senador nas redes sociais, conforme consideração do da Portaria de 05/2021 de 17 de Agosto. O promotor suspeita de crime eleitoral desde o convite para participação do lançamento da pré-candidatura ocorrida no último sábado (14), em Imperatriz, “contendo vídeo e legenda que indicam possível configuração de propaganda irregular”.

Além da suspeitas das irregularidades no conteúdo do convite, as demais mídias publicadas, propagando o pós-evento, também estão sendo alvo de diligências.

O lançamento da pré-candidatura em Imperatriz foi apenas o primeiro de uma série de quatro que serão realizados em várias regiões do Estado. O próximo será neste sábado (21) em São Bernardo.

Uso da máquina

Além das suspeitas de propaganda eleitoral antecipada, há a suspeita de uso da máquina pública nos eventos.

Com relação à edição de Imperatriz, circularam nas redes sociais e blogs fotos e vídeos de uma terceirizada da prefeitura do município fazendo serviços elétricos no local do evento, durante as instalações dos equipamento de luz, palco e som.

Em São Bernardo, já nesta sexta-feira (20), máquinas pesadas de programas do Governo Federal, foram fotografadas fazendo a limpeza do terreno onde será realizado o novo encontro.

Portaria-PPE-Weverton-Rocha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.