Por perseguição politica, Gestão de Léo Cunha manda parar perfuração de poço que iria beneficiar dezenas de famílias

A gestão de Léo Cunha (PL) vai muito além da perseguição contra a classe de professores, que decidiram ir às ruas cobrar seus direitos garantidos a eles por Lei. Na última semana a Secretaria de Meio Ambiente do município mandou parar a perfuração de um poço artesiano na zona rural do município.

O poço foi viabilizado após diálogo e reivindicações do ex-prefeito Cícero Neco e do vereador Diney Noleto junto ao Governo do Estado.

Porém parece não ter agradado Léo Cunha, que talvez por motivos de ciúmes e raiva, mandou parar a perfuração obra através de uma de suas secretarias.

A população da região onde o poço seria perfurado, na zona rural do município mostrou revolta nas redes sociais.

Esse prefeito está achando que é dono do mundo, mandou foi a polícia (Guarda Municipal) aqui no sertão para para intimidar a empresa que estava perfurando os poços. Ele nem faz e nem deixa quem quer fazer.” Disse uma moradora do local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.