TJ anula eleição de Márcio Honaiser para presidente da CCJ

A Justiça acaba de desarticular a manobra feita pelo presidente da Alema (Assembleia Legislativa do Maranhão), Othelino Neto (PCdoB).

Foi confirmada a ilegalidade da eleição para a presidência e vice-presidência da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Alema. Os deputados Márcio Honaiser e Ricardo Rios, ambos do PDT não ocupam mais a função de presidir a Comissão mais importante da Casa legislativa.

A decisão é da desembargadora Nelma Sarney que reconhece o que os deputados governistas já haviam cobrado publicamente do presidente Othelino Neto.

“No caso, a Presidência e a Vice- Presidência da CCJC ficaram com Deputados Estaduais do PDT, cujo Bloco Parlamentar (Democrático) indicou mais um membro titular que passou a pertencer a Comissão, sem observância da proporcionalidade com relação aos demais Blocos Parlamentares (Unidos pelo Maranhão, Independente e Solidariedade Progressista)“, diz a desembargadora que é relatora do caso.


O líder do Bloco Unidos pelo Maranhão, deputado Duarte Júnior (PSB), comemorou a decisão. “Vitória da Democracia! Conseguimos na JUSTIÇA a ANULAÇÃO da eleição ilegítima para composição da CCJ da Assembleia de Legislativa. Agora, vamos garantir na prática o cumprimento da lei e a continuidade das ações em prol daqueles que mais precisam! O Maranhão tem pressa!”, disse em seu Twitter.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.