BOMBA: EX-DEPUTADO CASSADO PAULO MARINHO TEM CONDENAÇÃO POR MORTE DE HOLANDÊS NA FAZENDA ESTRELA, DE SUA PROPRIEDADE


O Processo nº 0188773-76.1998.8.13.0223 que teve origem em 14 de abril de 1998 no tribunal de justiça da cidade de Davinópolis, no estado de Minas Gerais e já teve sentença deferida em condenação ao Sr. Paulo Celso Fonseca Marinho pela morte de um Holandês, ocorrido na década de 90 na Fazenda estrela de sua propriedade, foi dado entrada pela esposa do Holandês a Sra Gilza Maria Coelho Weijs.

O réu, no caso o Sr. Paulo Marinho, foi condenado e não pagou a indenização para a esposa do Holandês, que morreu assassinado na Fazendo Estrela em Caxias, Maranhão.

Apesar de ter recorrido e o caso ter ido parar no Supremo Tribunal Federal, Paulo Celso Fonseca Marinho foi condenado em todas as instâncias.

Na época do assassinato do Holandês que ocorreu na fazenda estrela, Paulo Marinho era prefeito de Caxias.

A sentença já está em execução e tem como objeto de penhor a própria fazenda estrela, que será leiloada para pagamento da dívida de sentença para a viúva do Holandês.

Todo o processo de condenação está disponível no site Jus Brasil, no link aqui

No site Jus Brasil, consta ainda quase 200 processos contra o Sr. Paulo Marinho, dentre eles não pagamento de pensão alimentícia, estelionato, ações trabalhistas de ex funcionários, ações da Companhia Energética do Maranhão, a antiga CEMAR, hoje Equatorial Maranhão por roubo de energia, dentre outras muitas ações, a maioria já com condenação.

Paulo Marinho já foi preso por não pagar pensão alimentícia, sendo levado para cumprimento de ordem de prisão em Pedrinhas, penitenciária estadual do Maranhão. Ele carrega consigo uma ficha de condenações na justiça, que daria inveja a muitos delinquentes Brasil afora.

Para consultar qualquer processo contra Paulo Marinho, basta entrar no site JUS BRASIL e na barra CONSULTA PROCESSUAL, colocar o nome Paulo Celso Fonseca Marinho que aparecerá os inúmeros processos de condenação na justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.