PGJ pede afastamento e prisão de Assis Ramos, prefeito de Imperatriz

A PGJ do Maranhão pediu a prisão preventiva e o afastamento do cargo do prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (União Brasil), aliado do senador Weverton Rocha (PDT).
A decisão está no TJ-MA no gabinete do desembargador Francisco Ronaldo Maciel Oliveira. O prefeito Assis Ramos é acusado de crimes de falsidade ideológica, organização criminosa, peculato e fraudar ou frustrar o caráter competitivo do processo licitatório.

O Ministério Público Estadual incluiu no processo elementos colhidos em uma operação onde o nome de Assis Ramos foi mencionado como parte do esquema.

Processo 0813974-52-2022.8.10.0000

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.