Médico cubano morre aos 52 anos por complicações da Covid-19 em Arari

Noel Fonseca veio ao Brasil para atender pessoas carentes no programa ‘Mais Médicos’ e atualmente trabalhava em Arari. Até esta quarta-feira (19), 57 profissionais de saúde haviam morrido pela doença no Maranhão.


O médico cubano Noel Fonseca Gomez, de 51 anos, faleceu nesta quarta-feira (19) após complicações causadas pela Covid-19. O médico prestava serviços em Arari, na baixada maranhense, quando foi diagnosticado com a doença e depois transferido para um hospital de São Luís, onde faleceu.

Noel Fonseca veio ao Brasil na época do programa ‘Mais Médicos’ para cuidar de pessoas em vulnerabilidade social. O prefeito de Arari, Djalma Melo, divulgou uma nota de pesar e lamentou a morte do médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.