O INÍCIO DE UMA NOVA CAMINHADA


Hoje, 13 de setembro, às 5h da tarde, no Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Cantanhede, os pré-candidatos, Ruivo (prefeito) e Dr. Elvy (vice-prefeito) terão seus nomes homologados em convenção partidária, que reúne as siglas: PP, PATRIOTA, DEM, PT e SOLIDARIEDADE e darão início a mais uma etapa para continuar no comando de Cantanhede.

A expectativa é que a convenção da coligação “A VONTADE DO POVO” (os azuis) supere em presença de público a convenção de ontem, dos vermelhos, que trouxeram três deputados, fizeram muito barulho, mas foi um fiasco na presença de público. Ruivo faz uma pré-campanha voltada para as classes mais populares, enquanto que o pré-candidato da oposição, faz uma pré-campanha voltada para elite cantanhedense.

Mas explicações para isso não faltam. Zé Martinho mudou radicalmente após ter chegado ao poder em janeiro de 2009, engoliu as sandálias da humildade que carregava no discurso de filho de pobres, vendedor de carvão e pitomba; e passou a perseguir os mais humildes, ameaçou derrubar casas, demitiu mais de 400 funcionários que recebiam míseros 250 reais por mês e voltou o final de sua administração para o privilegio de poucos e a bruxaria.

Atitudes que contribuíram para sua reprovação em massa. Zé Martinho deixou o governo com mais de 80% de reprovação. Alguns de seus apoiadores já admitiram a dificuldade que tem o ex-prefeito no trato com as pessoas, que Kabão não mudou nada e continuará sendo o mesmo de trato duro, arrogante e achando que o dinheiro compra tudo. Para contribuir com a retórica ditatorial, basta lembrar que em 1993, quando assumiu o cargo de vereador, tomou a frente das dores politícas e comandou covardemente, a prisão de operários, proletários de animais e continuou o mesmo papel tirano, quando assumiu o cargo de vice-prefeito em 1997. A maior diferença entre os dois pré-candidatos parece sair do cunho pessoal.

O pré-candidato Ruivo é motivado para disputa pelo sentimento do desafio, de guerreiro e de transformação, enquanto que o pré-candidato, Zé Martinho tem como principal mola propulsora, o sentimento de vingança,  de ódio e rancor no coração, o mesmo sentimento que carregava contra o seu maior rival e hoje, aliado, o deputado federal, Hildo Rocha, um sentimento que o fez perder a identidade de líder popular.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.