Filha da vice-prefeita de Estreito ganha quase R$ 10 mil enquanto moradores sonham com um salário mínimo


Enquanto o povo de Estreito, assim como de outras cidades brasileiras amarga “maus bocados” por conta da pandemia do novo coronavírus, que vem causando falta de emprego, renda e até mesmo comida na mesa dos menos favorecidos, a Sra. Verbena Macedo (vice-prefeita de Estreito), parece não ter com o que se preocupar.

Quem não lembra do seu filho e atual Secretário de Planejamento Estratégico daquele município, Francisco Macedo, flagrado recebendo dois super salários ao mesmo tempo, um pelo Estado e outro como Secretário Municipal, que inclusive virou alvo de um inquérito do Ministério Público?.

Pois é. Após o episódio e a vergonha pública, Francisco saiu do Estado, mas se manteve como Secretário Municipal, obviamente optando por aquilo que julga ser o melhor.

Um detalhe que nos chama atenção nesse caso, é que foram os próprios quase “ex-amigos”, que integram o mesmo grupo político, que denunciaram Francisco ao blog, expondo na época (passado recente) tamanho absurdo. Parece que o clima para o advogado na atual gestão, não parece ser dos melhores.

Quando tudo parecia estar calmo e Verbena Macedo ter respirado, aparece outra surpresa. Desta vez, a princípio não se constata ilegalidade, mas questinona-se a moralidade da situação.

Francisco Macedo saiu do estado, mas entrou Janayna Macedo (sua irmã), lotada na Secretaria Estadual de Desenvolvimento Social, como assessor sênior. Janayna aparece na folha de pagamento exatamente quando seu irmão teve de sair do emprego, por ilegalidade, uma coincidência incrível.


A filha da vice-prefeita aparece na folha de pagamento do mês de março, quando recebeu R$ 8.425,00 (oito mil, quatrocentos e vinte e cinco reais), valor superior ao salário de um vereador de Estreito.

O Ministério Público do Maranhão, através do Promotor de Justiça, Eduardo André Aguiar Lopes, deve investigar o caso, pois há fortes suspeitas de que Janayna Macedo não trabalhou para receber tal remuneração.

FOGO AMIGO

Nós bastidores, vereadores aliados da ex-prefeito Cicin, tem frequentado a casa de Verbena e obtido informações sobre erros da atual gestão, que acabam se transformando em pauta para enfraquecer Léo Cunha. É “fogo amigo”? Ou Verbena já está meio chateada com Cunha?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *