Pela primeira vez em mais de 20 anos, Estreito não terá inauguração de obras no aniversário da cidade

O prefeito eleito de Estreito, Léo Cunha (PL), conseguiu um feito inédito em mais de duas décadas da política local do município, agora comandado por ele.


Como tradição, no dia em que se comemora o aniversário de Estreito em 12 de maio, é comum a inauguração de obras, pelos gestores que por alí passaram. Porém desta vez, Estreito não terá inauguração de obras.

O único presente que os estreitense irão ganhar neste 12 de maio, são as lembranças dos 100 primeiros dias da gestão de Léo Cunha, que acumula escândalos. Entre eles a contratação de moradores de Imperatriz e da cidade de Porto Franco para trabalhar no município, o sacrifício de cães saudáveis, que ganhou repercussão nacional, as licitações milionárias que chegam a quase 4 milhões para alugar veículos, a redução de salários e a demissão em massa de funcionários que trabalhavam a mais de uma década no município.

Como dizia em sua campanha “AGORA É A VEZ DO POVO”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.