Homens são presos por suspeita de exploração sexual de menores em Vitória do Mearim

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira, 31 de maio de 2022, a Operação Contrição II, para repressão ao crime de abuso sexual de crianças e adolescentes. A investigação foi conduzida pela Polícia Federal, com apoio de organismos internacionais e, inicialmente, apurou que um indivíduo mantinha armazenados em provedor de serviço de nuvem, alguns arquivos de fotos e vídeos contendo cenas de abuso sexual infantil. Algumas dessas imagens indicavam que se tratavam de abusos praticados pelo próprio indivíduo.

As diligências realizadas a partir destes dados possibilitou a identificação do abusador e, na data de hoje, foi dado cumprimento a dois mandados na cidade de Vitória do Mearim/MA, sendo um de Prisão Preventiva e outro de Busca e Apreensão, ambos expedidos pela Justiça Federal, em decorrência de representação da Polícia Federal.

O objetivo das medidas é a arrecadação de outras evidências que reforcem as conclusões da investigação, o afastamento do agressor das vítimas, interrompendo os episódios de abuso, além da identificação de outras possíveis vítimas.

O investigado poderá responder pelos crimes de estupro de vulnerável (art. 217-A do Código Penal – pena de 8 a 15 anos), produção de vídeo de abuso sexual infantil (art. 240 da Lei 8.069/90 – pena de 4 a 8 anos), além da posse (art. 241-B, da Lei n.o 8.069/90 – pena de 1 a 4 anos ) e compartilhamento de imagens de abuso sexual infantil (art. 241-A da Lei n.o 8.069/90 – pena de 3 a 6 anos).

O nome da operação faz referência ao “Ato de Contrição”, oração cristã que expressa a tristeza do pecador pelos pecados praticados.b

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.