A MUDANÇA CONTINUA: Artigo do próximo governador Carlos Brandão

A próxima semana certamente será a mais importante da minha vida política. Assumirei o governo do Maranhão não de forma interina, como já fiz seis vezes. Mas agora estará sob minha responsabilidade o destino de nosso Estado, tão habilmente conduzido até aqui pelo amigo Flávio Dino. E suceder um administrador, um sonhador, um realizador como ele, não será tarefa simples.

Quando lá em 2014 fui lembrado por ele como possível candidato a vice-governador em sua chapa, imaginei as dificuldades que enfrentaria. Deixar uma nova disputa para a Câmara Federal, para acompanhar a realização de um sonho de um jovem que há pouco deixara uma carreira jurídica sólida, não foi uma decisão fácil. Flávio tornou-se juiz federal ainda em 1994, pouco depois de se formar pela Universidade Federal do Maranhão (Ufma). Iniciando a carreira, chegou à presidência da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), ingressou no quadro de professores da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília (UnB) e se tornou secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça. Uma ascensão meteórica, baseada em uma inteligência incomum, em uma grande capacidade de agregar e no lema de sempre se dedicar a fazer o melhor.

Trazendo consigo o sonho de criança de governar o Maranhão – um sonho que começou a ganhar contornos lá em 1984, quando presidiu o Grêmio Estudantil Coelho Neto, do colégio Marista de São Luís, onde estudou -, Flávio deixou a toga e se elegeu deputado federal em 2006. Então, como todos sabem – voltando a 2014 -, aceitei o convite e, ao passar dos anos, me portei como um auxiliar leal que sabia exatamente qual o seu papel na história. Aprendi a admirá-lo não apenas por seu empenho – e até mesmo obsessão – em acertar.

Admiração ainda maior pelo respeito, pelo olhar, pela sensibilidade que irradia, quando nos mostra que o principal é governar para as pessoas. Flávio não estendeu as mãos; ele abraçou cada maranhense que precisava de algo em que acreditar. Por isso que, no discurso que fiz durante minha filiação ao PSB, esta semana, fiz questão de pontuar a palavra mudança. O amigo governador mudou a forma de governar. Daí, nasceram projetos tão exitosos como a Casa Ninar, a Clínica Sorrir, o Travessia, os programas de compra da agricultura familiar, os Restaurantes Populares, os Iemas, as Escolas Dignas, o Banco de Alimentos, o Mais Renda, a fábrica de blocos do sistema prisional e tantos outros. Nasceram da sua habilidade em enxergar além. E isso é para poucos.

Então, inicio uma semana muito importante, com a missão de continuar uma obra repleta de ações concretas e valores morais, que inspiram e que deixam o maranhense cada vez mais confiante de que estamos no caminho certo. E isso será feito.

Agora, como filiado ao Partido Socialista Brasileiro (PSB), uma sigla que defende, sobretudo, igualdade e liberdade, assumo a responsabilidade de respeitar o legado deixado pelo governador Flávio Dino e ampliá-lo a novos horizontes. O partido será bem representado por alguém que não responde a nenhum processo, um político ficha limpa. Estou trazendo para o PSB mais de trinta anos de vida pública, pautada na seriedade, no compromisso com o bem público e com o bem servir.

Nosso Estado está preparado para a etapa do desenvolvimento. Nossa gente está muito mais capacitada para novas oportunidades. Nossas mãos, calejadas, seguirão promovendo o crescimento de nosso campo de forma sustentável. Nossa intenção é a de investir, com mais intensidade, na geração de emprego e de renda, graças às condições que foram construídas. Tenho plena convicção de que com a experiência que adquiri como gestor, nos últimos anos; com minha vivência política; com uma equipe qualificada e comprometida e com tamanha vontade de acertar, faremos um grande Governo. Sei que tenho o voto de confiança dos maranhenses. A mudança vai continuar sendo feita.

A você, Flávio Dino, minha eterna gratidão por ter me proporcionado uma parceria tão edificante. Saiba que desejo toda a sorte em seu novo projeto, no qual também me incluo. Afinal, continuaremos lado a lado, pelo bem do Maranhão.

Que Deus continue nos abençoando!

Carlos Brandão 
Vice-governador do Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.